Mondial de La Biére se firma como o mais importante evento cervejeiro do país

A segunda edição do Mondial de La Bière, realizada de 20 a 23 de novembro, superou as expectativas dos organizadores, expositores e visitantes.

2 de dezembro de 2014


O público de 25.800 pessoas transformou o Terreirão do Samba, no centro do Rio de Janeiro, em um templo cervejeiro, consumindo 32 mil litros da bebida. Uma estrutura de 4 mil metros quadrados foi montada para abrigar 76 expositores e mais de 700 rótulos, um número 33% maior que a primeira edição, em 2013. Os visitantes ainda puderam degustar pratos e petiscos que foram preparados especialmente para harmonizar com os diversos tipos da bebida.
 
Para o diretor de negócios da Fagga, Victor Montenegro, a satisfação do público foi o grande destaque da segunda edição. “Tivemos um volume de pessoas acima do esperado durante os quatro dias de evento, mas estávamos preparados para proporcionar ao público o maior conforto possível, em um ambiente agradável e tranquilo. Ver nossos visitantes saindo satisfeitos e elogiando o evento enaltece o trabalha realizado. Além do ambiente familiar, com casais e crianças circulando pela tenda, o que chamou a atenção novamente foi a presença feminina, cerca de 50% dos visitantes”, comenta.
 
Jeannine Marois, presidente do Mondial de La Bière, amante de cerveja e alma do festival, acompanhou de perto toda a movimentação do evento, batendo papo com expositores e com o público presente. “É um enorme prazer ver o sucesso e o crescimento que o evento teve de um ano para o outro. Isto demonstra que o público brasileiro está mais interessado em cervejas artesanais, e que o mercado está aberto e receptivo para o setor. A alegria e a descontração dos brasileiros tornam o evento ainda mais especial”, afirma.
 
A tom acadêmico e informativo do Mondial ficou a cargo da mestre cervejeira Cilene Saorin. Com mais de 20 anos de experiência no setor, ela selecionou os mais variados palestrantes para qualificar o público presente no evento, com bate papos e palestra no palco principal. “O meu papel é trazer conteúdo, que seja divertido, informativo e o mais dinâmico possível para o evento. Procurei buscar pessoas que pudessem agregar diferenciados conhecimentos para quem ainda não conhece, para quem está no meio do caminho e para quem é expert em cerveja artesanal. Um espaço para beber, se divertir e ainda exercitar diversos sentidos, além de esclarecer algumas questões, como, porque bebemos India Pale Ale, os movimentos cervejeiros no Brasil e no mundo e outros assuntos culturalmente ricos”, comenta a curadora.
 
 
Rótulos premiados
 
O Mondial de La Bière também elegeu as melhores cervejas do ano. Os expositores inscreveram 261 rótulos para participar do concurso Mbeer Contest Brazil, o dobro de rótulos da primeira edição. O júri contou com integrantes altamente qualificados nacionais e internacionais. São eles: o belga Alexis Briol, da cervejaria Brasserie St-Feuillien; o dinamarquês Jeppe Jarnit-Bjergsø, da cervejaria Evil Twin Brewing; o argentino Pablo Rodriguez; da cervejaria Antares; o americano Jeremy Marshall, da cervejaria The Lagunitas Brewing Company; e o time de especialistas brasileiros, com René Aduan Jr, Sady Homrich e José Raimundo Padilha.
 
As cervejarias do Rio de Janeiro foram o grande destaque nas duas premiações do evento, tanto no júri especializado, quanto no popular. Na categoria escolhida pelo júri especializado, a estreante 3cariocas, ficou com a mais alta categoria, a Medalha de Platina com a Session Ipa Nema, ao lado da cervejaria Bodebrown, de Curitiba, que ganhou com a cerveja Montfort Rye Ipa Draft. “É Indescritível a sensação de ganhar um prêmio como este. Há um ano participamos do evento sonhando com este momento. É o reconhecimento de um trabalho”, comenta João Filipe, um dos criadores do rótulo ao lado de João Gabriel e Eduardo Diehl.
 
Repetindo a dose do ano passado, a Jeffrey levou mais uma vez o concurso MBeer Contest Public com a cerveja Niña, eleita a terceira melhor cerveja em 2013, e se consagrou a melhor cerveja de acordo com o público na edição de 2014. Em segundo lugar na escolha popular a Bela Rosa da Cervejaria Bohemia e em terceiro a Wee Heavy da Cervejaria Bodebrown.
 
“Nos preparamos o ano inteiro para o evento e estamos felizes em estar aqui. Muito bom partilhar esta experiência com os novos e antigos consumidores. Escolhemos o Mondial de La Bière para ser o único evento do nosso calendário e a primeira edição foi muito positiva para expor o conceito da marca. Ano que vem estaremos novamente por aqui”, comenta Gilson Val, um dos sócios da Jeffrey.
 
Para José Raimundo Padilha, um dos jurados e expositor com a Beer Planet, o Mondial de La Bière se confirma como o maior e mais importante festival de cervejas do país e comprova que o Rio de Janeiro sempre lançou tendência no âmbito cervejeiro. “A cerveja chegou no Brasil em 1808, trazida pela família Real para a cidade carioca, que também implantou a primeira cervejaria no país, em 1936. Mais uma vez a cidade confirma essa tradição em lançar tendências no mundo da cerveja”, comenta o sommelier de cervejas.
 
Rótulos consagrados também foram premiados com a Medalha de Ouro no Mbeer Contest Brazil. Como a Dubbel, da mineira Wäls, que venceu a copa do Mundo da Cerveja, nos Estados Unidos. Segundo um dos sócios da cervejaria, José Felipe, a procura pela cerveja no festival aumentou ainda mais depois da premiação. “O evento está com um público ainda mais interessado do que no ano anterior, eles já chegam no estande procurando as cervejas pelo nome. Essa exposição é importante para abrir mercado no Rio de Janeiro e fazer com que tenhamos um potencial de venda ainda maior na cidade”, diz.
 
Confira os vencedores do MBeer Contest Brazil 2014:
 
Medalha de ouro
Cervejaria Baden Baden: Weiss – Itai, Brasil;
Cervejaria Eisenbahn: Lust – Blumenau, Brasil;
Cervejaria Wäls: Dubbel – Belo Horizonte, Brasil;
Cervejaria Mistura Clássica: Vertigem – Volta Redonda, Brasil;
Cervejaria Dama Bier: 2014 – Piracicaba, Brasil;
Cervejaria Tupiniquim: Grande Encontro – Porto Alegre, Brasil;
Cervejaria Baden Baden: Chocolate - Itai, Brasil;
Cervejaria Mistura Clássica: Beatus – Volta Redonda, Brasil;
Cervejaria Penedon Brew Pub: Casa de Pedra - Penedo, Brasil;
Cervejaria Bastards Brewery: Piná a Vivá – Curitiba, Brasil;
Cervejaria Bodebrown: Hoptoberfest Equinox - Curitiba, Brasil;
Cervejaria Invicta: Imperial Stout – Ribeirão Preto, Brasil;
Cervejaria Tupiniquim: Saison de Caju – Porto Alegre, Brasil;
Weird Barrel Brewing: Naught Grog – Ribeirão Preto, Brasil.
 
Medalha de Platina
Cervejaria 3cariocas: Session Ipa Nema – Rio de Janeiro, Brasil;
Cervejaria Bodebrown: Montfort Rye Ipa Draft – Curitiba, Brasil.
 
Menção Especial
Le Trou Du Diable: La Dulcis Succubus – Brassin Spécial – Canadá.
Confira os vencedores do MBeer Contest Public 2014:
 
1º lugar: Rótulo Niña da Cervejaria Jeffrey;
2º lugar: Rótulo Bela Rosa da Cervejaria Bohemia;
3º lugar: Rótulo Wee Heavy da Cervejaria Bodebrown.
 
 
Empreendedorismo
Um dos objetivos do evento, é envolver os visitantes em todas as esferas do universo cervejeiro e também contribuir para o desenvolvimento da indústria e das empresas presentes no mercado. Pensando nisto, o Sebrae-RJ lançou durante o evento o Programa Cervejas Artesanais, de incentivo aos pequenos produtores. Voltado para empresas registradas em fase pré-operacional com pequeno volume de produção, tem como objetivo a profissionalização da gestão dos negócios, apoio a legalização da produção, desenvolvimento tecnológico, promoção de acesso a mercados e consolidação da marca regional.
 
O Consultor da Coordenação de Alimentos e Bebidas do Sebrae-RJ, Sergio Paiva, disse que a participação no evento veio de encontro as inciativas do programa. “Participamos do evento para dialogar e conhecer mais sobre o setor, conversamos com os produtores sobre o negócio cervejeiro o tempo todo, com os iniciantes e aqueles que querem ampliar o seu negócio. Em nosso estande, apresentamos cinco cervejarias que se enquadram no projeto e não poderiam investir em um estande próprio”, afirma.
 
O Sebrae-MG também participou do evento, mostrando empresas que participam do projeto como Cervejas Artesanais de Juiz de Fora, a cervejaria Artez, a Iruam (indústria de equipamentos para cervejaria) e a Antuérpia, uma cervejaria em fase de ampliação. Segundo o analista do Sebrae Minas, Marcelo Rother, as empresas têm alcançado resultados interessantes. “Apoiar a participação dos empresários é fundamental para que possam ampliar a visibilidade de seus produtos e dos negócios. Para o Sebrae, o ganho está relacionado à nossa contribuição para que o projeto atinja seus resultados, bem como ao desenvolvimento das cervejas artesanais em Minas. Nesse sentido, o Mondial é considerado como uma vitrine importante”, explica o analista.
 
Durante o evento, os expositores de cerveja artesanal do Mondial, se reuniram para discutir o mercado da bebida no Brasil. Foram levantadas questões sobre a produção de cervejas artesanal, fiscalização, tributação, legislação, entre outros assuntos de interesse dos produtores.
 
 
Beer Boutique e Petit Pub
Uma das exclusividades da edição brasileira é o Beer Boutique, onde os visitantes abasteceram o estoque de cervejas especiais. O SuperPrix Supermercado, responsável pelo espaço, reuniu cerca de 400 rótulos de cervejas especiais (nacionais e importadas). Durante os quatro dias de feira venderam mais de 6.000 unidades, entre garrafas e kits, superando em 15% as vendas do ano passado.
 
Segundo o beer sommelier do SuperPrix, José Honorato, o movimento no espaço também superou todas as expectativas. “Além de curtir o evento, o público queria levar para casa os produtos das cervejarias participantes e para presentear. O evento também serviu como uma vitrine, para fixar a marca do supermercado como referência em cervejas especiais”, comenta.
 
Já o Petit Pub, espaço para degustação de cervejas inéditas, trouxe alguns rótulos que ainda não são distribuídos no Brasil. Realizado nas três edições anuais do Mondial pelo mundo, oferece aos visitantes a oportunidade de degustar cervejas inéditas no país. A importara Buena Beer foi a responsável por trazer os 52 rótulos de cervejas, do Canadá e Estados Unidos, entre elas a La Dulcis Succubus – Brassin Spécial, da Le Trou Du Diable, que recebeu menção especial no MBeer Contest Brazil. Foram 180 caixas de cerveja com aproximadamente 3864 garrafas.
 
“O trabalho que é feito no Brasil é o mesmo das edições do Canadá e França. Um grande diferencial é o fato de sermos um evento global, isso possibilita e dá força para trazermos cervejas exclusivas de fora”, comenta a presidente do Mondial, Jeannine Marois, que escolheu à dedo as cervejarias que estão à caminho do Brasil.
 
 
Gastronomia
Os restaurantes que serviram seus quitutes ao público também tiveram que montar uma força-tarefa para dar conta do recado. O Hell’s Burger vendeu 6 mil hambúrgueres, foram 12 mil fatias de queijo e mais de uma tonelada de carne. Já o tradicional Bar do Adão vendeu 5.800 pastéis durante os quatro dias. Foram pratos e petiscos para todos os gostos, preparados para harmonizar perfeitamente com vários tipos de cerveja. A Queijaria, Aconchego Carioca, Adega do Pimenta, Boteco do Toninho, Brasserie Rosário, Caverna e Ogrostronomia também fizeram parte do time gastronômico de peso do Mondial.  
 
 
Sobre o Mondial de La Bière
Realizado anualmente em Montreal, no Canadá, e em Mulhouse, na França, o evento é um festival único, de entretenimento e degustação. Ele é considerado a porta de entrada para muitas indústrias de cervejas estrangeiras nos países de realização. As edições de 2013, atraíram aproximadamente 160 mil visitantes, 1900 rótulos de cerveja e 500 cervejarias.
 
No Brasil, o Mondial de La Bière é promovido e organizado pela Fagga | GL events Exhibitions. O evento é uma a apresentação da Prefeitura do Rio de Janeiro, por meio da Riotur, tem patrocínio oficial do SuperPrix Supermercados, da Rota Cervejeira do Rio de Janeiro, do Sebrae e da Nadir Figeuiredo. O apoio institucional fica por conta do SindRio, a agência oficial de viagens é a Hanseatic. Tem apoio da Buena Beer, apoio de mídia da Revista da Cerveja e a Rádio Ibiza, que comandou a trilha sonora do evento.


- Mais Notícias -


11/02/2014

Jale

A BrewFist foi fundada em 2010 por uma paixão pela cerveja. O projeto foi baseado no original de produção de cervejas, muito sabor e de qualidade.

05/03/2016

ACervA Paulista e Yelp promovem o Pink Boots Brew Day

O evento será e está marcado para o próximo sábado, dia 5, na Vila Pompéia

15/04/2015

2cabeças tem novos distribuidores

A cervejaria tem novos representantes no Rio de Janeiro e em São Paulo



Fique por dentro

Receba nossa newsletter e fique por dentro de tudo o que acontece no mundo cervejeiro, como notícias, eventos e promoções!